quarta-feira, 23 de setembro de 2020

"A Nau Catrineta", Almeida Garrett

Animação com realização de Artur Correia baseada na famosa canção popular "A Nau Catrineta"

Acredita-se que "A Nau Catrineta" data do século XVI (1565). Esta canção muito popular tornou-se um ícone da aventura Portuguesa em mar aberto.
O nosso romancista e poeta Almeida Garret recolheu o poema, de autor desconhecido, e pensou que este contava a história da nau que, em 1565, trouxe Albuquerque Coelho de Olinda (Brasil) para Lisboa. "A Nau Catrineta" inscreve-se nas tragédias marítimas da história portuguesa durante os Descobrimentos, para além de mostrar as crenças cristãs profundas dos nossos marinheiros.





sábado, 18 de julho de 2020

Conta-me uma história!... «O Coelhinho Branco»

Mais uma história contada pela Carina, desta vez recorrendo a marionetes. Para além do reconto, ainda apresenta jogos de exploração desta história.
Uma inspiração para outros contadores de histórias e outras narrativas.





Conta-me uma história!... «De que COR é um BEIJINHO?»


A Carina é uma aluna que não deixa de nos surpreender! Já depois das aulas terminarem, enviou-me algumas histórias contadas e encenadas por ela! Aqui fica uma delas, com o nosso agradecimento pela partilha.
Parabéns pelo teu espírito inventivo, originalidade, empenho, naturalidade e confiança. Continua sempre assim!
Vamos então ouvir «De que COR é um BEIJINHO?»

domingo, 29 de março de 2020

Visite o Museu Virtual da RTP

#Fique Em Casa - Visite o Museu Virtual da RTP em  https://museu.rtp.pt/.

Conheça a História da rádio e da televisão em Portugal através do espólio guardado pela RTP. museu.rtp.pt

Museu Virtual da RTP

A RTP continua a acompanhar a par e passo a evolução do surto do Coronavírus e a tomar todas as medidas consideradas indispensáveis para combater a transmissão da epidemia, garantindo, simultaneamente, as suas obrigações de serviço público.

Neste contexto, encerrada temporariamente a Coleção Visitável Museológica, no edifício sede em Lisboa, realçamos a importância de todos nos mantermos em casa, e endereçamos convite para vistarem e  usufruirem das potencialidades oferecidas pelo nosso Museu Virtual, que permite entre tantas outras actividades a visita virtual ao espaço físico da nossa Coleção.

O Museu Virtual da RTP,  inaugurado em 9 de Março de 2009, tem como objetivo dar a conhecer ao público em geral uma parte importante do vasto acervo museológico e documental de rádio e de televisão que a RTP possui (objetos, imagens, vídeos e documentos), que de outro modo lhe seria inacessível, proporcionando-lhe uma experiência interativa cativante ao mundo da Rádio e Televisão, permitindo ultrapassar as barreiras do espaço físico e chegar a um público muito mais vasto, constituindo neste contexto um importante contributo para aproximar a RTP dos cidadãos e para a sua afirmação como entidade de referência na memória do nosso país.

Atualmente disponibiliza o seguinte:

1. Área de visualização de visitas virtuais à Coleção Visitável de Rádio e Televisão e ao 1º carro de exteriores da RTP.
2. Área de Realidade Aumentada: disponibilização de acesso a quatro experiências em realidade aumentada: Carro de Exteriores; Fernando Pessa; Memórias da Televisão; Memórias da Rádio.
3. Galeria com cerca de 1000 peças museológicas de rádio e de televisão, e com uma seleção de pequenos trechos de alguns conteúdos televisivos e radiofónicos que fizeram história em Portugal - (aproximadamente 10 horas de conteúdos de rádio e 6 horas de conteúdos de televisão).
4. Área de exposições temporárias.
5. Galeria multimédia.
6. Acesso a informação específica sobre os polos museológicos da Madeira e dos Açores.
7. Estúdio Virtual de Televisão (onde o utilizador, que possua uma Webcam, poderá gravar o seu próprio programa).
8. Galeria histórica.
9. Jogos didáticos.
10. Arquivo Documental, com acesso às bases de dados do Museu, da Biblioteca, do Arquivo de Partituras e do Arquivo Histórico de Documentação Escrita, bem como aos textos digitalizados de Programas e de Teatro Radiofónico da E.N. e da RDP.

sexta-feira, 27 de março de 2020

Dia Mundial do Teatro - Peças de teatro do D. Maria online




'Montanha-Russa' desfia as convenções do teatro musical e mergulha vertiginosamente na adolescência, para a retirar do lugar dos lugares comuns.












quinta-feira, 26 de março de 2020

E que tal escrever um conto enquanto está em casa?

Se tem uma história guardada na gaveta ou anda com ela na cabeça há anos, por que não candidatar-se ao Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce? 



A falta de tempo é, muitas vezes, um dos argumentos que usamos para justificar a não concretização de sonhos, como escrever um livro, por exemplo. Numa altura em que o recolhimento domiciliário é a realidade de muitos de nós, aqui está uma forma possível de canalizar o tempo extra e até, quem sabe, vencer o Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce. As candidaturas decorrem até 2 de abril e, embora faltem poucos dias para terminarem, ainda há tempo para participar e ganhar.

O Diário de Anne Frank

Se quinze dias em casa te parecem muito tempo, imagina os 25 meses que Anne Frank esteve escondida no anexo, com medo de ser descoberta pelos nazis.
Esta é uma boa altura para leres o diário desta adolescente alemã de origem judaica, vítima do Holocausto.

  
Anne Frank numa fotografia na escola em que estudava em Amesterdão, em 1940.
Reconstrução da estante que cobria a única entrada para o Anexo Secreto,
na Casa de Anne Frank, em Amesterdão.